quarta-feira, 7 de março de 2012

Trabalhos para Redator Freelance na Internet

                                    
                                  Photo by Logan Campbell -  Galeria de colinlogan, on Flickr

Trabalhos para redator freelance na internet

Para aquelas pessoas afeiçoadas à arte da escrita, onde o mais importante é a oportunidade de dividir conhecimentos, sem se importar com remunerações modestas, existem diversas oportunidades de trabalho na internet, baseados em casa, também conhecidos como home office, onde o escritor escolhe sua jornada e ritmo de trabalho.

Redatores Freelances iniciantes

Segundo especialistas e publicações recentes veiculadas na grande mídia, uma  das profissões em ascensão está diretamente relacionada com a comunicação escrita, focada nas mídias sociais, blogs e sites; a internet possibilitou o advento de um grande fenômeno, que é a democratização da informação, onde todos tem acesso a informações dantes nunca imaginadas, quiçá produzidas, conquanto se tem buscado cada vez mais artigos de conteúdo, com boa redação e informação relevante.

O profissional de letras, que deseja iniciar uma carreira como freelance, necessitará de canais midiáticos para divulgar seu portfólio, que é uma importante peça complementar ao currículum, no qual irá conter alguns exemplos de textos produzidos, para que os contratantes interessados possam conhecer e avaliar o estilo de escrita do candidato.

Email exclusivo para os trabalhos como freelancer vai lhe permitir um melhor gerenciamento e controle dos trabalhos, como também vai passar uma imagem profissional para os seus contatos, considerando ainda que você terá muitas oportunidades de publicar seu email profissional em diversos sites, sem se preocupar com a privacidade do seu email pessoal.

Linkedin é sem dúvida o 1º passo a ser dado, pois se trata de uma das mais importantes redes de profissionais, onde poderá ter visibilidade, interagir, reciclar-se e divulgar seu trabalho.

Freela é um site popular, gratuito, onde o interessado insere suas informações cadastrais para abrir uma conta, preenche os dados curriculares e insere as peças do seu portfolio; nesse mesmo site já consegue encontrar bastante trabalho: acessando a aba “projetos”, depois na coluna “Categoria de Projeto” clique na opção “Redação/Revisão/Tradução e então se abrirá a 1ª página com a lista e descrição de cada demanda; se encontrar algo que lhe agrade e se assim desejar, proceda de acordo com as instruções para se habilitar à proposta de trabalho.
Será gerado um
link do seu portfólio, cujo endereço você poderá divulgar a partir do próprio Freela para a sua rede de contatos; é importante que os seus amigos e familiares saibam sobre a sua carreira de freelance.

Artigonal é um conceituado site de escritores, tem grande visibilidade no Google e permite que o redator publique os seus artigos para obter importante visibilidade; também é necessária abertura de uma conta e assim terá acesso à área dos escritores, que entre outras facilidades, oferece relatório detalhado do tráfego gerado para cada texto publicado.
Os artigos são submetidos à equipe de editores da Artigonal que, ao aprovar o seu texto, lhe fornecerão um
link por meio do qual poderá fazer a divulgação da sua matéria nas redes sociais, blogs e para seus contatos.
 

Shvoong é um site em inglês, para produção de resenhas e sumários de livros, filmes, documentários e toda sorte de produção literária já publicada; pode-se obter ganhos financeiros a partir de determinado número de acessos que o resumo obtiver; também é gerado link para cada matéria publicada, para que seja veiculado na web.
                           Photo by Jonathan Sin - Galeria de jonathansin on Flickr

Requisitos básicos para redação na internet

A linguagem utilizada na internet é bastante dinâmica e cada demandante irá fornecer os parâmetros que deseja nos textos, mas ainda assim podemos definir alguns critérios básicos:

1º) Textos originais: Não se admite cópia em hipótese alguma, pois são enquadradas como plágio pela Lei dos Direitos Autorais; sugiro prévio conhecimento sobre as considerações legais acerca dessa matéria e sobre o uso de imagens, para evitar um processo e um prejuízo futuro, além do pior, que é ter seu nome envolvido num processo de plágio.

2º) Palavra-Chave, Keyword, Tag:  São sinônimos que definem a composição dos mecanismos de buscas utilizados nas pesquisas realizadas na internet; quando uma pessoa deseja obter algum tipo de informação, ela vai acessar o Google, Bing ou Yahoo e vai digitar o que está procurando; por exemplo, se deseja informação sobre trabalhos para “redator freelancer” e digitar no campo de pesquisa na página do Google as duas palavras –redator freelancer-, observe que antes de clicar no botão de pesquisa, aparecerão algumas sugestões de buscas, que neste nosso exemplo, o site apresentou “redator freelancer”, “redator freelancer 2011”, “redator freelancer home office” e “redator freelancer 2012”.

Pois bem, essas sugestões do Google significam que são as palavras-chaves mais digitadas pelos internautas relacionadas àquelas duas inicialmente pesquisadas na sua consulta, assim sendo, ao se trabalhar com keywords, as sugestões assinaladas pelo Google devem ser utilizadas no corpo do seu texto, de uma a três vezes, em média.

3]) Uso de Imagem: O artigo será enriquecido quanto mais imagens tiver e isso está relacionado aos motores de busca do Google, que tecnicamente são conhecidos como SEO-Search Engine Optimization, o mesmo que Otimização de Mecanismos de Pesquisas; ele envolve uma série de técnicas e que no caso de textos, refere-se ao uso de tags e imagens; notadamente no caso de imagens, primeiramente devem ser observadas as permissões definidas pelos direitos autorais do autor pelo CC-Creative Commons, o qual define o grau de flexibilidade de utilização por terceiros de cada obra.

Quando encontrar a expressão “todos os direitos reservados” entenda claramente que aquela imagem é proibida para ser usada sob qualquer forma; o ideal é utilizar somente aquelas imagens que contenham permissão “para uso comercial”; ao utilizar uma imagem com essas licenças, deve-se inserir o autor da imagem e em alguns casos até mesmo a URL.

Existe uma infinidade de sites especializados em fornecer imagens grátis, alguns informam que são gratuitas mas ao acessá-los descobre-se que não é bem assim; de qualquer sorte, para os iniciantes, o site do Google Imagens é uma boa opção de pesquisa, devendo, para tanto, ser configurado no modo avançado, de forma que contemple somente imagens com permissão para uso comercial pelo Creative Commons.

O Flickr é um site do grupo Yahoo e é um importante aliado dos redatores que buscam imagens gratuitas e sob o selo do CC para uso comercial, cuja pesquisa também deve ser feita com a firula da busca avançada, selecionando as opções específicas do Creative Commons e de Localizar Conteúdo para Usar Comercialmente; após escolher a imagem, siga estes passos: Passo 1: clique na imagem escolhida e ela o levará à galeria do autor, clique na linha logo abaixo da Licença, onde está escrito “Alguns Direitos Reservados”;  Passo 2 – Abrirá uma janela do CC onde poderá constatar se a imagem realmente apresenta, entre outros dizeres, a expressão, no canto inferior esquerdo da tela: “Tem o direito de ... fazer uso comercial do trabalho.”

Importância do SEO e seus motores de buscas

O produto mais procurado na internet é informação, portanto, ao utilizar as técnicas básicas de SEO nos textos que produzir, estará garantindo maiores chances de o artigo ser encontrado nas primeiras colocações da página do Google; isso ocorre devido à forma como são alimentados os mecanismos de buscas dos sites de pesquisas, que utilizam as palavras-chaves mais usadas pelos internautas ao promoverem buscas sobre determinada informação que desejam obter.

O objetivo dos sites e blogs é o de aparecerem nas primeiras colocações das páginas de respostas dos sites de pesquisas, por isso a importância do uso dos elementos primordiais que alimentam os motores de busca, quais sejam as keywords e imagens.

Onde encontrar trabalho na web
*Consulte informações atualizadas e uma ampla lista de sites que oferecem oportunidades de trabalhos freelance na internet, acessando o seguinte link:
 http://www.blooget.com.br/?page_id=30

Diversas empresas ao redor do mundo contratam redatores para uma grande variedade de artigos de conteúdo, publicitários, tutoriais, jornalísticos e até comentários e posts em blogs.

Cada um dos sites tem sua política editorial e financeira, as quais devem ser conhecidas pelos interessados; nem todos exigem imagem e os textos variam a partir de 200 palavras até 400, em sua maioria; os preços vão desde R$2,25 até R$8,00 para os mais extensos.

É necessário o preenchimento do cadastro como redator e leitura atenta das instruções, para que os textos tenham aprovação e sejam pagos; para a contratação dos redatores, alguns sites exigem textos já produzidos, como amostra, outros fornecem temas e solicitam uma produção inédita para análise da candidatura. Capriche!

Artigo no Mundo é um site muito bem estruturado, cuja empresa é uma Divisão de Representação da Matriz Alemã, cujos honorários dos redatores são pagos em Euros.
ATUALIZAÇÃO DE INFORMAÇÃO: O site do Artigo no Mundo não tem mais apresentado textos para seus autores cadastrados e nenhuma explicação foi dada pelo portal.

Blogolândia é uma empresa brasileira e também possui uma plataforma de trabalho bem elaborada;  os textos são de cunho jornalístico, que tem uma linguagem bem característica. Os pagamentos são feitos na moeda brasileira.

Gobe Business é um site brasileiro, cuja demanda principal é por textos tutoriais; possui uma plataforma de trabalho bem amigável e os trabalhos são remunerados em reais.
ATUALIZAÇÃO DE INFORMAÇÃO: O site da Gobe Business também não tem mais apresentado textos para seus autores cadastrados.

Escrever.com é um site português, com demanda de textos em português do Brasil, cujos valores de remuneração podem chegar até 50,00 Euros, nos estágios mais avançados; para iniciantes os valores são bem menores.
ATUALIZAÇÃO DE INFORMAÇÃO: O portal Escrever.com não tem mais apresentado textos para seus autores cadastrados no nível 1.

oDesk é considerado o maior site mundial de contratação de freelancers e tem muita demanda para produção de textos em português do Brasil, contudo, por ser um site americano, a plataforma de trabalho é toda em inglês e a regra básica é a de que toda a comunicação entre contratados e contratantes deve ser feita em inglês, assim sendo, somente os artigos são em português. Após se cadastrar, eles enviam uma série de instruções durante os três primeiros dias, com tarefas a serem executadas para que se tenha conhecimento do funcionamento do site e garanto que é muito importante cumprir todas as etapas. Ao final do 3º dia, o candidato se submete a um teste para poder começar a se candidatar aos trabalhos.

Novas plataformas de trabalho estão em alta atualmente, conheça os portais com grande diversidade de ofertas de trabalho freelancer no portal: http://goo.gl/TL3b0
                                                Photo by Galeria de 401K, em Flickr

Formas de Pagamentos e Meios Utilizados

Algumas empresas efetuam pagamentos semanais, outras mensais, os quais são direcionados, em sua maioria, para sistemas de pagamentos e transferências online, nos seguintes sites:

PayPal é o meio mais utilizado para pagamento dos honorários dos freelancers; o cadastramento no site é bastante simples, não possui número de conta e a referência será sempre o endereço de email que for informado no cadastro; a conta é gratuita e o correntista faz as configurações da moeda principal e qual o destino dos valores creditados, que pode ser transferido para a conta corrente bancária, cartões de crédito ou débito, entre outras opções.

Pagseguro também é uma opção que pode ser oferecida por empresas que não utilizam o PayPal.

Agora é mãos à obra, boa-sorte na carreira e bem-vindo ao clube!

Moema Dias

Redatora Freelance

4 comentários:

  1. Olha já escrevo para alguns lugares e tambpem mantenho meus blogs. Mas o sistema do Artigo Mundo é ridículo. Muito complicado e cheio de detalhes desnecessários. Já tentei enviar 2 textos e nunca são aprovados. E tem aquele negócio de unidade e cabeçalho da unidade que só complica ainda mais as coisas.

    Uma pergunta pra você.

    Você trabalha somente como freelancer ou tem outras atividades? E se vive só disso, onde mais encontrar opções de remuneração melhores?

    Um grande abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  2. Eles são exigentes mesmo e a plataforma ficou mais complicada com a mudança do lay-out, antes era mais simples para interagir.
    Eu sou aposentada e trabalho como redatora freelancer por hobby mesmo, gosto muito de escrever e após a minha aposentadoria passei a me aprofundar mais no estudo da internet.
    Os ganhos como escritor freelancer são poucos mesmo, não sobrevivo com essa atividade; considero que os textos que escrevo são parte do aprendizado que realizo, pois todos demandam um pouco de pesquisa e dessa forma diria que sou remunerada para cada aprendizado obtido.
    Com os seus blogs você poderá auferir remunerações maiores, quanto mais acessos tiver, dependendo da estratégia publicitária que adotar.
    Uma dica muito boa é a comercialização de infoprodutos, como os e-books.
    O site da oDesk tem muitas oportunidades de trabalhos com remunerações melhores, mas é bem mais trabalhoso do que o do Artigo do Mundo, além de ser em inglês -exceto os textos-.
    Estou preparando alguns artigos sobre outras formas de trabalhos na internet, nos modelos produtivos de crowdsourcing e outsorcing ... mas ainda estou em fase de pesquisas; avisarei assim que estiverem prontos.
    Um grande abraço e também lhe desejo muito sucesso!

    ResponderExcluir
  3. Trabalho para o Artigo Mundo e não tenho problemas com a aceitação dos artigos. A ver pela gramática da pessoa que comentou não gostar do Artigo Mundo, é evidente que o problema não é o site.
    Moema, obrigado pelas dicas. Serão muito úteis. Me candidatei para entrar também como colaborador do Escrever.com.
    Talvez me aventure, ainda, pelo oDesk.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pelo comentário, Fabrício.
    Eu aprendi muito escrevendo para o Artigo no Mundo, foi a minha primeira experiência e eu me dediquei bastante e o resultado foi compensador; descobrí a importância de inserir imagens nos textos e passei a me interessar por fotografia e assim montar o meu próprio banco de imagens: um novo hobby.
    Gosto demais do Escrever.com, eles tem sido o mais exigente em termos de bons textos e isso só faz melhorar a qualidade dos artigos.
    O site da ODesk é uma experiência muito interessante em termos profissionais, ao mesmo tempo em que se tem a oportunidade de aperfeiçoar a língua inglesa; eles adotam o sistema de feedback para cada trabalho, o que possibilita ao prifissional freelancer rever seus conhecimentos, habilidades e atitudes e assim se tornar cada vez melhor e mais competitivo; os testes de habilidades são muito bons e melhora a classificação de quem se submeter a eles, o que facilita a localização do freelancer mais adequado para o trabalho proposto pelas empresas contratantes.
    Fabrício, veja mais informações sobre trabalhos freelancers no site que estou iniciando: http://www.blooget.com.br/?page_id=30
    Um grande abraço e desejo-lhe muito Sucesso!!!

    ResponderExcluir